Modelo de Carta de Motivação para ingresso como aluno não-regular em Mestrado

Oi! :)

Uma coisa que nos preocupa muito é fazer a Carta de Motivação para ingresso como aluno não-regular em disciplinas de Mestrado. Cursar disciplinas isoladas é uma ótima oportunidade de sentir o clima de uma pós-graduação, conhecer o programa da universidade, as linhas de pesquisa, os professores, etc. para depois concorrer ao processo seletivo normal. O legal é que depois de aprovado você pode aproveitar as disciplinas que cursou como aluno não-regular.

Segue a carta que fiz e que felizmente foi aprovada :) Contribuições são bem-vindas!

Venho, por este meio, apresentar a minha Carta de Motivação, pois julgo possuir todos os requisitos necessários para a entrada nesta Universidade.

Em 2005 ingressei no Bacharelado em Tecnologias da Universidade de Caxias do Sul (Caxias do Sul – RS), cujo objetivo é a utilização e desenvolvimento de tecnologias avançadas em processos de criação interdisciplinar, envolvendo arte, informática e comunicação. Neste período, fui bolsista de Iniciação Científica, orientada pela Prof.ª Dra.ª Diana Domingues, participando do projeto CIBERCOMUNICAÇÃO: Interatividade, Imersão, Autonomia e Mobilidade em Software Art (CNPq) e integrante do Laboratório de Novas Tecnologias nas Artes Visuais (NTAV). Com o grupo, participei do desenvolvimento de projeto artístico denominado ÍDOLOS TAGUEADOS. A obra foi apresentada no Museu da República em Brasília e no Campus 8 – Cidade das Artes – UCS, ambas no ano de 2008.

Além disso, na graduação me interessei pelo assunto “computadores vestíveis” tendo criado, em 2008, um site[1] sobre o assunto. Ativo até hoje, tem como objetivo publicar notícias referentes a corpo e tecnologia. Seguindo meu interesse sobre este tema, meu trabalho de conclusão de curso (monografia) foi uma pesquisa teórico/prática que apresentava ligações significativas entre o corpo e as tecnologias, através da investigação dos conceitos de computadores vestíveis, computação afetiva e computadores vestíveis afetivos. As investigações teóricas conduziram ao processo de criação de um computador vestível afetivo, capaz de medir os batimentos cardíacos de um usuário e manifestar uma reação visual a partir da taxa de frequência cardíaca[2].

Como artista multimídia, exploro em minhas obras conceitos como fotografia, realidade virtual, games, corpo e tecnologia. Uma de minhas obras (Passeio Virtual Caxias do Sul 1910[3]) foi contemplada com o FINANCIARTE[4] e exposta no Museu Municipal de Caxias do Sul (2010) e no V Simpósio da Associação Brasileira de Cibercultura – ABCiber (2011)[5]. Como docente, leciono disciplinas de informática e comunicação, tendo atuado em empresas como SENAC e Rede La Salle. Também atuei, por mais de três anos, como diretora de marketing digital na empresa de tecnologia interativa Urizen[6].

Penso que um mestrado cabe perfeitamente no contexto em que me encontro, pois tenho como objetivo o aprofundamento de meus conhecimentos em comunicação e cibercultura, aprimorando minha pesquisa sobre computadores vestíveis, corpo e tecnologia. Tenho um enorme desejo de elaborar e explorar estas temáticas mais detalhadamente numa dissertação de mestrado e, mais tarde, numa tese de doutorado. Também tenho como objetivo continuar a seguir minha carreira como docente e pesquisadora, visando contribuir com o meio acadêmico e a sociedade.

O meu interesse em ser aluna especial do NOME DO PPG neste semestre se deve ao fato do adiantamento dos meus estudos, pois concorrerei ao processo seletivo regular no final do ano.

Possuo interesse especial nas disciplinas “DISCIPLINA 1” e “DISCIPLINA 2”. Acredito que ambas, por serem complementares uma a outra, contribuirão para o meu crescimento profissional, visto que me identifico profundamente com essas áreas, além de já atuar com comunicação digital.

Cordialmente,

Aline Corso

 


[1]                 Disponível em www.alinecorso.com.br/computadoresvestiveis

[2]                 Vídeo do objeto final disponível em www.youtube.com/watch?v=WMB0mLFLssE

[3]                 Vídeo da obra em funcionamento disponível em www.youtube.com/watch?v=C8nBouIbrUA

[4]                 Financiamento da Arte e Cultura Caxiense, área artes visuais, 2010.

[5]                 Realizado de 16 a 19 de novembro de 2011, na UFSC, em Florianópolis – SC.

[6]                 Disponível em www.urizen.com.br